Search
Close this search box.

Avança Café 4.0 tem inscrições abertas

11 de agosto de 2022

Programa Avança Café 4.0 incentiva jovens universitários e profissionais a criar empresas no modelo startup
Compartilhe no WhatsApp
Avança Café 4.0 tem inscrições abertas
Programa voltado para interessado em desenvolver soluções inovadoras para todo o ciclo de produção do café, da lavoura à xícara – Foto: Dragana_Gordic/Freepik

A quarta edição do Avança Café já está recebendo inscrições dos interessados em desenvolver soluções inovadoras para todo o ciclo de produção do café, da lavoura à xícara. O edital e o formulário de inscrição podem ser acessados até o dia 30 de agosto no site www.avancacafe.com. O Avança Café é um programa de aceleração de startups promovido pela Embrapa Café e pelo Consórcio Pesquisa Café, executado pelos parques tecnológicos da Universidade Federal de Lavras (UFLA), o Lavrastec; e Universidade Federal de Viçosa (UFV), o TecnoPARQ.

O Programa incentiva jovens universitários e profissionais a criar empresas no modelo startup. O coordenador do Projeto na Embrapa, pesquisador Antônio Heberlê, conta que somadas as três primeiras edições, o Avança Café promoveu 812 horas de capacitação, tendo sensibilizado mais de oito mil pessoas e acelerado 59 projetos de novas startups. “Dez novas empresas aceleradas no Programa já estão operando no mercado brasileiro. A iniciativa já é apontada como um sucesso na cafeicultura nacional”, comemora.

Mais sobre o Avança Café

Nesta quarta edição o Avança Café busca consolidar o programa no Brasil, preenchendo uma lacuna na trajetória de empreendedorismo na área do café dentro da academia e na pesquisa agrícola. “Todos os conteúdos componentes das etapas de montagem da nova empresa são fornecidos dentro da estrutura das incubadoras de empresas das universidades. Com esta dinâmica e formação, de uma ideia apenas, ao fim de 12 semanas nasce um negócio formal com toda a sua estruturação”, expõe Heberlê.

A expectativa é que nesta edição mais de 1000 jovens sejam beneficiados direta e indiretamente.  “O caminho entre o desenvolvimento e aplicação da tecnologia e do conhecimento se torna mais curto”, afirma o pesquisador, explicando que as equipes participantes recebem todos os subsídios para formação das suas startups, por meio de conteúdos teóricos e práticos, treinamentos, mentorias e acompanhamentos. Ao final do processo, as equipes com melhores desempenhos são premiadas e seguem o seu rumo empreendedor.

Fonte: Embrapa Café

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Mestre de torra da Mokado Lab de Cafés, da capital federal, supera 23 concorrentes e representará o Brasil no mundial da categoria, em Copenhagen, na Dinamarca
Volume representa uma forte recuperação na comparação com a temporada anterior
Os embarques de café verde e industrializado atingiram em abril a maior receita cambial já registrada pelo país em qualquer mês
A União Europeia divulgou os dados de importação de fevereiro – mostrando recuperação, ainda que limitada. O bloco importou 3,84 milhões de sacas de café verde, queda de 5% em relação a janeiro.