Assentamentos ganham orientação conjunta

Contrato com a Anater amplia atendimento da Emater na região Centro-Oeste, visando alavancar a produção da agricultura familiar na região.
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Assentamentos ganham orientação conjunta
Áudio

Questões ligadas ao geoprocessamento, concessão e renovação de Declarações de Aptidão ao Pronaf (DAPs), implantação de programa de construção de casas, titulação das terras e Cadastro Ambiental Rural (CAR) foram algumas das prioridades enumeradas pelos moradores dos assentamentos Antônio Juvêncio e Santa Helena, em Padre Bernardo (GO).

Por meio de contrato com a Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater), a Emater-DF começou a trabalhar junto aos assentados dessas regiões. As reuniões são feitas em área aberta, em cumprimento às medidas sanitárias contra a propagação da Covid-19.

Nos dois assentamentos, o forte do cultivo são as hortaliças, em especial: mandioca, milho e abóbora. A expectativa é aumentar a produção, com boas chances para a criação de peixes, plantio de frutas e avicultura — ovos e frango de corte.

“É importante que a construção do atendimento seja feita junto à comunidade”, aponta o supervisor regional Leste da Emater, Matheus Miranda. “Eles é que vão apontar o norte do trabalho”.

Emater DF
O contrato com a Anater prevê ainda o atendimento a vários assentamentos do Centro-Oeste.

Pela estratégia de trabalho, até o fim deste ano haverá reuniões para levantamento das questões e da forma de atuação. A partir de 2022 começam os atendimentos coletivos e individuais.

A Emater-DF já atendeu os dois assentamentos em ocasiões anteriores. “Nosso objetivo agora é aperfeiçoar o trabalho e melhorar as condições de vida e produção dos assentados”, explica Matheus.

O contrato com a Anater prevê ainda o atendimento aos assentamentos Oziel Alves III, Marcia Cordeiro Leite e Pequeno William, também já atendidos pela Emater em oportunidades anteriores. Ao todo, 374 famílias serão beneficiadas. O valor do convênio é de R$ 1.423.578, montante do qual a Anater cobre 70%, R$ 995.275.

Fonte: Agência Brasília e Emater-DF

Crédito: Divulgação Emater-DF

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Com a procura internacional crescente, o clima favorável para a produtividade, a qualidade dos produtos e os novos mercados crescem as vendas externas da fruticultura brasileira
Um novo levantamento divulgado pela Emater-MG mostra que milho, feijão e hortaliças foram as culturas mais afetadas pelo excesso de chuvas. As perdas são grandes
Embrapa lança edital para viveiristas interessados em produzir mudas e sementes de amendoim forrageiro. Trata-se de uma oportunidade dos agricultores diversificarem produtos
Desempenho no ano passado representa uma evolução de 10,3% em receita cambial, na comparação com 2020. Já no montante de quedas houve queda importante e esperada