Search
Close this search box.

Argentina incorpora novos produtos ao dólar agro

27 de abril de 2023

Por outro lado, o Governo também estabeleceu novas diretrizes
Compartilhe no WhatsApp
Argentina incorpora novos produtos ao dólar agro

Ministério da Economia da Argentina incorporou sorgo, cevada forrageira e girassol ao Programa de Incremento das Exportações. Ao mesmo tempo, adicionaram subprodutos como óleo de girassol e pellets. Além disso, foi definido o estabelecimento de novas diretrizes, orientações e esclarecimentos na regulamentação da operação e controle do câmbio diferencial em $ 300.

No entanto, a Resolução 156/2023 estabelece volumes de exportação, ou cotas, para controlar a comercialização dessas produções. O governo busca arrecadar dólares, mas ao mesmo tempo essa medida não tem impacto no mercado interno. “Os volumes de balanço da campanha 22/23 são estabelecidos para atender a demanda do mercado argentino correspondente aos produtos de origem agrícola mencionados”, esclarece o regulamento.

O Executivo argumentou que essa decisão visa garantir o abastecimento interno de óleo de girassol . Por isso, os exportadores devem manter os acordos de preços e volumes estabelecidos pelo Ministério do Comércio. “O descumprimento do disposto nesta medida determinará a aplicação das medidas cautelares ou sanções previstas”, esclarece a resolução. Dessa forma, o dólar agrícola agrega novos produtos com o objetivo de reforçar a reserva em dólar.

Por outro lado, o Governo também estabeleceu novas diretrizes, orientações e esclarecimentos na regulamentação do funcionamento e controle do dólar soja. A Resolução 155/2023 indica que busca dar a maior segurança possível aos sujeitos aderentes.

Nesse sentido, o novo anexo estabelece uma ordem administrativa. “É necessário que tais modificações sejam consubstanciadas em substituição ao referido anexo, permitindo aos administrados e administrados um acesso simples e claro a tais orientações e orientações operacionais e explicativas”, determinou o Ministério da Economia.

Por Agrolink

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Ministério da Economia incorporou sorgo, cevada forrageira e girassol ao Programa de Incremento das Exportações. Ao mesmo tempo, adicionaram subprodutos como óleo de girassol e pellets. Além disso, foi definido o estabelecimento de novas diretrizes, orientações e esclarecimentos na regulamentação da operação e controle do câmbio diferencial em $ 300.

No entanto, a Resolução 156/2023 estabelece volumes de exportação, ou cotas, para controlar a comercialização dessas produções. O governo busca arrecadar dólares, mas ao mesmo tempo essa medida não tem impacto no mercado interno. “Os volumes de balanço da campanha 22/23 são estabelecidos para atender a demanda do mercado argentino correspondente aos produtos de origem agrícola mencionados”, esclarece o regulamento.

O Executivo argumentou que essa decisão visa garantir o abastecimento interno de óleo de girassol . Por isso, os exportadores devem manter os acordos de preços e volumes estabelecidos pelo Ministério do Comércio. “O descumprimento do disposto nesta medida determinará a aplicação das medidas cautelares ou sanções previstas”, esclarece a resolução. Dessa forma, o dólar agrícola agrega novos produtos com o objetivo de reforçar a reserva em dólar.

Por outro lado, o Governo também estabeleceu novas diretrizes, orientações e esclarecimentos na regulamentação do funcionamento e controle do dólar soja. A Resolução 155/2023 indica que busca dar a maior segurança possível aos sujeitos aderentes.

Nesse sentido, o novo anexo estabelece uma ordem administrativa. “É necessário que tais modificações sejam consubstanciadas em substituição ao referido anexo, permitindo aos administrados e administrados um acesso simples e claro a tais orientações e orientações operacionais e explicativas”, determinou o Ministério da Economia.

Relacionadas

Veja também

O saldo alcançou US$9,42 bilhões, aumento de 14,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior
Programas de destaque incluem “Vivenciando a Prática”, que já mostrou realidade do agronegócio a mais de 30 mil estudantes e professores, e a Agroteca Digital
O estudo foi realizado pela HR Tech Mereo, plataforma integrada de gestão de pessoas presente em cerca de 40 países, responsável por atender a 10% das 500 maiores empresas do Brasil.
Totalizando R$ 228,6 bilhões o valor representa 22,2% do total do PIB estadual