Search
Close this search box.

Áreas degradadas de sistemas agroflorestais serão recuperadas com o cultivo do cacau

2 de maio de 2023

A formalização foi recebida na 20 de abril e a implantação está prevista para o próximo ano, a partir da aprovação completa. O valor do financiamento é de US$ 570 mil.
Compartilhe no WhatsApp
Áreas degradadas de sistemas agroflorestais serão recuperadas com o cultivo do cacau

Cacau cultivado em sistemas agroflorestais vai preservar áreas degradadas. O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), por meio da Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Sustentável, Inovação e Cooperativismo (SDI), aprovou o projeto preliminar de mitigação e adaptação às mudanças climáticas, com cacau cultivado em sistemas agroflorestais nas principais regiões produtoras na Amazônia e Mata Atlântica. Trata-se de uma parceria com o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) aprovada pelo Fundo Verde Para o Clima (GFC, em inglês).

O objetivo é implementar iniciativas de sistemas agroflorestais com cacau para recuperar áreas degradadas na região amazônica e mata atlântica. Internamente, no Mapa, o projeto segue para articulação e mobilização dos departamentos envolvidos, que promoverão treinamentos e oficinas, além de planejar os próximos passos para a execução das principais ações que, possivelmente, ocorrerão em vários estados brasileiros a partir de 2024.

Cultivo do cacau ajudará áreas degradadas auxiliando no sequestro de carbono e biodiversidade

No Brasil, os sistemas agroflorestais contribuem, nesse sentido, devido à combinação da produção de cultivos distintos dentro de uma mesma unidade produtiva, associando diferentes espécies vegetais de forma planejada, promovendo o sequestro de carbono e a biodiversidade.

O modelo de SAF é muito positivo para o meio ambiente, para o desenvolvimento social e para os processos produtivos. Os sistemas agroflorestais melhoram o uso e manejo do solo, ajudam a restaurar ambientes degradados, aumentam a diversidade da natureza do sistema de produção, além de promoverem a continuidade e a colheita permanente de lavouras, que garantem renda e mão de obra durante os 12 meses do ano.

Fonte: MAPA

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Safra total de milho foi estimada em 114,14 milhões de toneladas, um acréscimo de 2,5 milhões de toneladas em relação ao previsto no mês passado; área plantada deve crescer 1% e produtividade deve avançar 1,2%
Essa parceria confirma a missão do AgroApp que é levar informações de qualidade para o produtor rural e profissional do campo.
Na comparação com a média diária de junho de 2023, há queda de 16,6% no valor obtido diariamente pelas exportações de açúcar em junho de 2024.
Em grande parte do Rio Grande do Sul, a colheita de arroz já foi finalizada