Search
Close this search box.

ApexBrasil impulsiona empresas brasileiras ao mercado internacional

26 de janeiro de 2024

Em 2023, o PEIEX qualificou mais de 2 mil empresas e promoveu mais de 3 bilhões de dólares em exportações
Compartilhe no WhatsApp
ApexBrasil impulsiona empresas brasileiras ao mercado internacional

Nessa segunda-feira (22/01), Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) divulgou os resultados de 2023 do Programa de Qualificação para Exportação (PEIEX), iniciativa da Agência que oferece para empresas de todos os portes e setores capacitação gratuita para exportação. Ao longo do último ano, 2578 empresas aderiram ao Programa. No ciclo entre 2021 e 2023, o PEIEX atendeu 5334 empresas, sendo que destas 827 já exportaram e geraram US$ 3,16 bilhões.

“O PEIEX é um programa da ApexBrasil com grande capilaridade, chegando a todas as regiões do país e preparando as empresas, sobretudo as pequenas e médias, para conquistar mercados no mundo inteiro. Em 2023, além de qualificarmos as empresas, vimos aumentar o valor exportado por elas em mais de 1 bilhão de dólares”, afirmou o presidente da Agência, Jorge Viana.

A inserção das empresas em mercados internacionais é reconhecida como um impulsionador do desenvolvimento econômico. Empresas exportadoras têm, em média, maior longevidade, crescem mais, pagam maiores salários e empregam mão de obra mais qualificada.  Apesar dos benefícios, competir globalmente apresenta desafios significativos, incluindo a concorrência intensa, a burocracia e as exigências regulatórias impostas por outros países, o que limita a participação efetiva de empresas com potencial exportador no comércio internacional. 

É justamente para mostrar que a exportação não é apenas para grandes empresas e tornar o processo exportador mais fácil e seguro que o PEIEX atua. Conforme a gerente de Competitividade da ApexBrasil, Clarissa Furtado, o programa contribui ativamente para o desenvolvimento de uma cultura nacional exportadora. 

“Procuramos qualificar empresas que nunca exportaram ou que são iniciantes para que a exportação ocorra de forma planejada e segura, aumentando as chances de êxito e a longevidade dessas empresas no mercado internacional. Temos especial atenção às micro e pequenas empresas, que, em 2023, representaram quase 60% do total de empresas apoiadas pelo PEIEX”, concluiu a gerente.

Histórias exportadoras  

Cada remessa despachada para o exterior com produtos das empresas apoiadas pelo PEIEX guarda uma história de empreendedorismo. É o caso da Biozer da Amazônia, indústria farmacêutica que aposta em produtos 100% naturais, veganos e de base florestal amazônica. A empresa participou do núcleo PEIEX Manaus e hoje exporta Estados Unidos, Canadá, Austrália, Chile, Israel.

“A Biozer não exportava antes do PEIEX e o hoje já somos uma marca também voltada ao mercado internacional. Com o crescente apelo da sustentabilidade ambiental e social, podemos crescer muito. Nosso foco para 2024 é a entrada dos nossos produtos na Europa e no Oriente Médio”, contou o diretor comercial da empresa, Paulo Elvas.

O responsável pela expansão internacional da empresa ainda destacou os compromissos da Biozer.

“Temos compromisso e respeito com a natureza, com a mão de obra envolvida no processo produtivo, as comunidades extrativistas e com o nosso consumidor, além de buscarmos contribuir para o desenvolvimento econômico do Amazonas”, concluiu Paulo.

A promoção do desenvolvimento regional é um dos objetivos da ApexBrasil. 

Segundo estudo “Perfil das Firmas Exportadoras Brasileiras”, lançado em 2023 pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), cerca de 90% das empresas exportadoras brasileiras concentram-se nas regiões Sudeste e Sul. Assim, a agência procura diversificar as origens das exportações brasileiras, para que todas as regiões participem dos ganhos com o comércio internacional. Em 2023, as exportações das empresas apoiadas pelo PEIEX na região norte tiveram forte aumento, passando de pouco mais de US$ 537 mil para US$ 2,6 milhões.   

Outro objetivo é a diversificação da pauta exportadora brasileira, promovendo produtos de maior valor agregado. A Autocoat, deeptech que participou do PEIEX Campinas, reflete esse esforço da ApexBrasil. A tecnologia desenvolvida na Autocoat é o resultado do doutorado da Viviane Nogueira, uma das fundadoras da startup que desenvolve equipamentos de escala de laboratório e processos de deposição de materiais em solução para a obtenção de filmes uniformes de forma reprodutível.

“Nossos equipamentos são destinados a pesquisadores, sobretudo à pesquisa de fármacos e biomateriais, e, durante o PEIEX, estabelecemos uma parceira com uma multinacional alemã, a MBraun, e esperamos com isso alcançar novos mercados no exterior e mesmo aumentar nossas vendas dentro do Brasil”, contou a gestora de negócios da Autocoat, Nathália Mustafa.   

Confira os resultados do PEIEX no ciclo 2021-2023

Geral: Entre 2021 e 2023, o PEIEX qualificou 5.334 empresas, as quais exportaram um total de $3,1 bilhão. As micro e pequenas empresas atendidas representam 58,9% e foram responsáveis por US$ 53 milhões em valor exportado.

Segmentos: Essas empresas exportaram produtos de 18 segmentos, com destaque para: Produtos Agropecuários (47,3%), Alimentos e Bebidas (41,6%), Moda, Higiene Pessoal e Cosméticos (5,3%), Produtos Minerais Não-Metálicos (1,2%), Máquinas e Equipamentos, Aparelhos e Materiais Elétricos (1,17%), Madeira e Móveis e Outras Manufaturas (0,7%).

Recorte regional:

Centro-Oeste: 

Empresas apoiadas: 284 empresas

Valor exportado: US$ 281 milhões

Destaque: setor de Moda, Higiene Pessoal e Cosméticos (45,8%).

Nordeste:  

Empresas apoiadas: 1005

Valor exportado: US$ 26,1 milhões

Destaque: setor de Alimentos e Bebidas (54,1%).

Norte 

Empresas apoiadas: 245

Valor das exportações: US$ 2,6 milhões

Destaque: setor de Moda, Higiene Pessoal e Cosméticos (87,6%).

Sudeste 

Empresa apoiadas: 1830

Valor das exportações: US$ 146 milhões

Destaque: setor de Produtos Minerais Não-Metálicos (26,9%).

Sul 

Empresas apoiadas: 1975

Valor das exportações: US$ 2,7 bilhões

Destaque: setor de Produtos Agronegócios (50,1%).

Como faço para participar? 

Para participar do PEIEX, as empresas podem agendar uma reunião com a equipe técnica do PEIEX mais próximo (veja o mapa dos Núcleos Operacionais com os respectivos contatos aqui) ou encaminhar e-mail para apexbrasil@apexbrasil.com.br.

Fonte: Apex

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Com 2,8 milhões de toneladas, o Brasil se posiciona como o maior exportador global de algodão, ultrapassando os Estados Unidos
Medida é para o enfrentamento das consequências sociais e econômicas decorrentes de eventos climáticos extremos no Rio Grande do Sul. O arroz será vendido ao consumidor pelo preço tabelado de R$ 4 por quilo
Projetos de lei que reduziriam a dependência brasileira da importação de fertilizantes, impulsionando a produção agropecuária sustentável e tornando o País mais competitivo.
Mestre de torra da Mokado Lab de Cafés, da capital federal, supera 23 concorrentes e representará o Brasil no mundial da categoria, em Copenhagen, na Dinamarca