Search
Close this search box.

Alta internacional e boa demanda de exportação impulsionam preço do arroz

14 de agosto de 2023

A média da saca de 50 quilos de arroz em casca no Rio Grande do Sul, encerrou a quinta-feira cotada a R$ 90,99.
Compartilhe no WhatsApp
Alta internacional e boa demanda de exportação impulsionam preço do arroz

A forte alta das cotações internacionais deu novo fôlego aos preços do arroz no mercado doméstico. “Com pouca oferta interna e com a possibilidade de continuar enviando bons volumes de arroz beneficiado e em especial quebrado) ao exterior, os vendedores nacionais voltaram a elevar suas pedidas, explica o analista a consultor de SAFRAS & Mercado“. Élcio Bento.

“Essa é a maior cotação desde 31 de janeiro de 2023”, lembra. Em comparação ao mesmo período do mês passado, acumula alta de 10,72%. Em relação à igual período do ano passado o aumento é de 17,56%.

Vendas Externas de Arroz

De acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), as vendas externas de arroz (base casca) chegam a 737,34 mil toneladas (março/julho). As importações acumuladas no período são de 523,35 mil toneladas.

“Com esse saldo comercial, considerando a produção de 10,366 milhões de toneladas, os estoques iniciais de 929 mil toneladas e o consumo interno de 10,7 milhões de toneladas, o estoque ao final do ciclo seria de apenas 384 mil toneladas”, estima Bento. Esses estoques atenderiam apenas 13 dias de consumo, o menor que se tem registro.

Como o recorte da temporada é feito em março e alguns estados já iniciam a colheita em meados de janeiro, mesmo com a expansão continental do país, não se pode afirmar, segundo o analista, que haveria alguma situação de desabastecimento.

Por Safras e Mercado

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil 

Relacionadas

Veja também

Mais que um café premium, o café de Jacu, produzido a partir de fezes desta ave, carrega um legado importante na preservação ambiental.
Volume da moagem representa um avanço de 18,95% em relação ao mesmo período do ciclo 2022/23
Durante a cerimônia da Abertura da Colheita também foi assinado um convênio entre o Ibraoliva e o Ministério da Agricultura e Pecuária
Um estudo recente realizado pela consultoria Agrifatto analisou a evolução da produtividade na pecuária brasileira ao longo dos últimos anos.