Search
Close this search box.

Aliança Láctea Sul Brasileira terá RS na coordenação do grupo

28 de novembro de 2023

O PDCGL visa reposicionar a produção nacional do setor lácteo delineando linhas e ações a serem implementadas nos próximos anos.
Compartilhe no WhatsApp
Aliança Láctea Sul Brasileira terá RS na coordenação do grupo

Na última semana, a Aliança Láctea Sul Brasileira apresentou o Plano de Desenvolvimento da Competitividade Global do Leite Sul Brasileiro (PDCGL). O projeto, elaborado colaborativamente por lideranças do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, foi introduzido durante uma reunião na sede da Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul), em Porto Alegre.

O PDCGL visa reposicionar a produção nacional do setor lácteo e oferece um diagnóstico das fragilidades, delineando linhas e ações a serem implementadas nos próximos anos. Airton Spies, coordenador da Aliança Láctea, ressaltou que o leite é uma cadeia produtiva com grandes ganhos marginais a incorporar, destacando seu potencial para impulsionar a economia, gerando empregos e estimulando o consumo de equipamentos e insumos.

Aliança Láctea sul mostrará planos de ação aos governos, empresas e bancos.

O próximo passo é apresentar o plano aos governos estaduais, ao Palácio do Planalto, empresas e bancos de fomento que possam contribuir para o avanço da produção de leite na região sul do Brasil. Airton Spies entregou a presidência da Aliança Láctea a Rodrigo Rizzo, da Farsul, que assumirá a liderança no biênio 2024/2025.

Rodrigo Rizzo, além de presidir a Aliança, ocupará a cadeira da instituição na Câmara Setorial do Leite, sendo suplente um representante do Sindicato da Indústria de Laticínios do Rio Grande do Sul (Sindilat). A Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi) esteve representada na reunião pelo assessor técnico do gabinete do secretário, Antônio Carlos de Quadros Ferreira Neto.

Por Canal Rural

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Confinamento alcança 7,379 milhões de cabeças e destaca a importância da tecnologia e gestão para aumentar a produtividade no setor
Produção de frangos e ovos é destaque no Distrito Federal. A grande demanda da região por produtos de origem animal resulta nos quase 6 mil produtores cadastrados na Emater-DF
A Pecuária é responsável por US$ 1,37 bilhão das exportações sul-mato-grossense
Comitivas internacionais da América Latina, África e Ásia são esperadas no Parque da Gameleira