Search
Close this search box.

Agricultura de Precisão é aliada estratégica contra impactos do El Niño na produção agrícola

21 de janeiro de 2024

Associação ConectarAGRO destaca tecnologias para fortalecer a resiliência dos agricultores frente aos eventos climáticos extremos, incluindo monitoramento climático, irrigação inteligente e manejo robótico
Compartilhe no WhatsApp
Agricultura de Precisão é aliada estratégica contra impactos do El Niño na produção agrícola
Foto: Divulgação

O fenômeno climático El Niño, conhecido por seus impactos severos nas condições atmosféricas globais, demanda uma abordagem proativa por parte dos agricultores para garantir a resiliência das operações agrícolas. Mudanças nos padrões de chuva, temperaturas extremas e eventos climáticos intensos têm sido observados globalmente, com consequências diretas na produção de alimentos.
 

Segundo a última atualização da Organização Meteorológica Mundial (OMM), espera-se que o El Niño persista até pelo menos abril de 2024, atingindo seu pico devido a uma combinação de fatores, incluindo o aumento nas emissões de dióxido de carbono na atmosfera.


Pensando nisso, a ConectarAGRO, associação sem fins lucrativos dedicada a fomentar a conectividade no meio rural, destaca o avanço das tecnologias habilitadas pelo 4G em 700MHz como soluções que fortalecem a resiliência dos agricultores diante dos desafios do El Niño.

Entre os benefícios proporcionados pela agricultura de precisão, destacam-se:

  • Monitoramento climático em tempo real: sensores climáticos conectados permitem o monitoramento contínuo das condições meteorológicas. Isso fornece aos agricultores dados precisos sobre mudanças nas temperaturas, umidade e padrões de chuva, possibilitando a antecipação de eventos climáticos extremos.
  • Gerenciamento inteligente da irrigação: sistemas de irrigação automatizados, baseados em dados em tempo real, otimizam o uso da água. Em face de secas associadas ao El Niño, a agricultura de precisão permite a adaptação rápida dos protocolos de irrigação, garantindo a quantidade ideal de água para o crescimento das plantas.
  • Previsão de pragas e doenças: a conectividade no campo possibilita a implementação de softwares avançados que analisam dados climáticos, oferecendo previsões sobre a incidência de pragas e doenças. Isso permite a aplicação de medidas preventivas, reduzindo os riscos de perda de colheitas.
  • Manejo robótico da fertilização: tecnologias robóticas avançadas possibilitam um manejo personalizado e preciso da fertilização. Robôs agrícolas equipados com sistemas de análise de solo em tempo real podem ajustar instantaneamente as quantidades ideais de fertilizantes com base em algoritmos de IA.
  • Acesso a informações em tempo real: aplicativos e plataformas online oferecem acesso instantâneo a dados e análises, permitindo que os agricultores tomem decisões informadas em resposta a mudanças nas condições climáticas. A conectividade confiável é essencial para garantir o acesso a essas ferramentas em áreas rurais.

“A boa produtividade agrícola está diretamente ligada às condições climáticas, e a agricultura de precisão é o catalisador para uma abordagem mais sustentável. A integração de tecnologias avançadas não apenas permite prever, adaptar e otimizar as práticas agrícolas, mas também contribui para um uso mais eficiente dos recursos naturais, promovendo um cenário agrícola mais sustentável e resiliente”, elucida Ana Helena de Andrade, presidente da ConectarAGRO.

Diante do desafio contínuo apresentado pelo El Niño, a ConectarAGRO reforça seu compromisso em impulsionar a conectividade no campo como uma ferramenta estratégica para garantir a estabilidade do setor agrícola e a segurança alimentar diante das adversidades climáticas

Sobre a Associação ConectarAGRO 

A ConectarAGRO é uma associação civil sem fins lucrativos que visa fomentar a expansão do acesso à internet nas áreas remotas do Brasil, para conectar pessoas, máquinas e instrumentos, viabilizando a Internet das Coisas (IoT) na agricultura. Para isso, propõe a conectividade em toda a área produtiva, agricultável. Uma das tecnologias, ou a preponderante, na cobertura é o 4G, com frequência de 700 MHz. Criada para solucionar o problema comum de falta de conectividade no campo, enfrentado pelo agronegócio, a iniciativa já contribuiu para levar internet em extensas áreas rurais e remotas no Brasil.

Por ASCOM ConectarAgro

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Dados mostram que serão produzidos 193,15 mil litros, abaixo do recorde de 580,22 mil litros do período anterior
Criação de canais de atendimento exclusivos e especializados e melhorias na rede elétrica no interior integram série de ações previstas no Cemig Agro.
Safra total de milho foi estimada em 114,14 milhões de toneladas, um acréscimo de 2,5 milhões de toneladas em relação ao previsto no mês passado; área plantada deve crescer 1% e produtividade deve avançar 1,2%
O saldo alcançou US$9,42 bilhões, aumento de 14,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior