Search
Close this search box.

Ações de manejo da ILPF são apresentadas no Paraguai

10 de julho de 2023

Entre as atividades propostas estão ações já consagradas por produtores brasileiros no manejo da integração.
Compartilhe no WhatsApp
Ações de manejo da ILPF são apresentadas no Paraguai
Foto Divulgação

Três cooperativas paraguaias da região do Chaco Central receberam orientações para implementarem melhorias nos processos de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF). Entre as atividades propostas estão ações já consagradas por produtores brasileiros no manejo da integração.

Bruno Quadros, gerente executivo da SIA, explica que os produtores do Chaco Central integram soja, milho, algodão e pecuária. A lavoura ainda está em fase de expansão e as raças criadas são variadas, predominando zebuínos e Angus.

O diagnóstico foi realizado em setembro do ano passado com integrantes das Cooperativas Neuland, Fernheim e Chortitzer.

Em visita no mês de junho, Quadros detalha que foram apresentadas as potencialidades, pontos de melhoria e fortalezas da integração. “Os próximos passos são a implementação de um projeto que foi apresentado para explorar e introduzir técnicas consagradas no Brasil, na região do Chaco, para que os produtores da região possam se adaptar e desenvolver”, esclarece.

Isabel Ferreira, diretora Executiva da Rede ILPF afirma que a cooperação com a Fundação Ideagro (que integra as três cooperativas) tem seu fundamento na troca de conhecimento e experiências para uma produção mais eficiente, rentável e sustentável.

“Temos um grande potencial a ser explorado na área de ILPF e laços como estes auxiliam na construção de técnicas e promovem o desenvolvimento contínuo de ambas as instituições”, garante Isabel.

Além de Bruno Quadros, também esteve na visita o gerente técnico da SIA, Armindo Barth Neto. “Temos a grata satisfação de participar deste projeto e temos certeza de que técnicas consagradas aqui, como adubação de sistema, manejo eficiente de pastagens e a integração bem feita entre lavoura e pecuária vão dar um salto muito grande na produtividade naquela região e para aquele país”, afirma Quadros.

Fonte: Ascom SIA

Por DBO

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil 

Relacionadas

Veja também

Mais que um café premium, o café de Jacu, produzido a partir de fezes desta ave, carrega um legado importante na preservação ambiental.
Uma vacina capaz de ajudar o criador de caprinos e ovinos a controlar a verminose, principal problema sanitário desses rebanhos no Brasil, foi validada pela Embrapa em animais da região Nordeste e apresentou um nível de eficácia entre 80% e 90% nos ovinos, e entre 60% e 70% nos caprinos.
Em 2022, quando a Guerra na Ucrânia começou, houve um salto de 188% nas exportações de fertilizantes de Israel ao Brasil
Para Arnaldo Jardim, tendência é a ampliação das possibilidades do produto