Search
Close this search box.

As ações do agronegócio que mais subiram após 3 anos de pandemia

24 de fevereiro de 2023

Ações do agronegócio entregam lucros na faixa de três dígitos para quem segurou posições nos últimos três anos, diz TradeMap
Compartilhe no WhatsApp
As ações do agronegócio que mais subiram após 3 anos de pandemia

As ações do agronegócio renderam lucros de até 200% para investidores posicionados em três companhias do setor, após três anos do início da pandemia de Covid-19. O investidor que manteve suas posições firmes em meio ao período volátil capturou toda essa valorização.

Passado o Carnaval 2023, o TradeMap apurou os maiores ganhos das companhias listadas na B3, com ações que negociam volume financeiro superior a R$ 5 milhões, entre os dias 21 de fevereiro de 2020 até 22 de fevereiro deste ano.

“Ainda que tivéssemos ciência de que a pandemia avançava pela Ásia, Europa e Estados Unidos, em fevereiro de 2020, o mercado brasileiro ainda não refletia tais apreensões. Na Quarta-Feira de Cinzas, no entanto, a situação já era outra”, afirma Einar Rivero, head comercial do TradeMap, que elaborou o levantamento.

Ações do agronegócio no ranking

Inserida no ramo de máquinas e equipamentos industriais, a Kepler Weber (KEPL3) é a ação do agronegócio brasileiro que acumula a maior valorização nos últimos três anos. Seus papéis ordinários decolaram 202,77% no período.

No auge da pandemia até o dia 23 de março de 2020 (o chamado “fundo do poço” do Ibovespa), os papéis da Kepler Weber chegaram a cair 25,07%. De lá para cá, a valorização do ativo é de 304,05%.

Na sequência, a SLC Agrícola (SLCE3) apresenta o segundo melhor desempenho nos últimos três anos para uma empresa que atua no agronegócio. As ações ordinárias da companhia saltaram 167,22%.

No pior momento da pandemia em 2020 para o Ibovespa, os papéis da SLC Agrícola derreteram 20,31%. A partir do dia 23 de março daquele ano até à última Quarta-feira de Cinzas, o papel teve valorização de 235,33%.

Encerrando o pódio, a Irani Celulose (RANI3) apresentou o terceiro melhor desempenho no setor. Nos últimos três anos, suas ações ordinárias avançaram 81,74%. No fundo do poço em 2020, a ação chegou a afundar 50,68% e, desde então, soma lucros de 268,48%.

Por Infomoney

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Criação de canais de atendimento exclusivos e especializados e melhorias na rede elétrica no interior integram série de ações previstas no Cemig Agro.
O saldo alcançou US$9,42 bilhões, aumento de 14,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior
Programas de destaque incluem “Vivenciando a Prática”, que já mostrou realidade do agronegócio a mais de 30 mil estudantes e professores, e a Agroteca Digital
O estudo foi realizado pela HR Tech Mereo, plataforma integrada de gestão de pessoas presente em cerca de 40 países, responsável por atender a 10% das 500 maiores empresas do Brasil.