Search
Close this search box.

Associação dos Criadores de Nelore do Brasil completa 70 anos

11 de abril de 2024

Nelore e anelorados representam 80% do rebanho bovino nacional. Entidade desenvolve ações de fomento e valorização da raça
Compartilhe no WhatsApp
ACNB completa 70 anos

Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), entidade que representa os criadores da mais importante raça bovina do país, completa 70 anos de contribuição à pecuária brasileira. Constituída em 7 de abril de 1954, a ACNB se dedica ao fomento e valorização da raça Nelore, contribuindo para a seleção zootécnica e a produção de carne bovina de qualidade. Para isso, valoriza a genética superior, o manejo sustentável e o bem-estar animal.

Com sede na Rua Riachuelo, no centro histórico de São Paulo, a associação – que também tem escritório no tradicional Parque de Exposições Fernando Costa, em Uberaba (MG) – surgiu para integrar criadores e pecuaristas em torno de uma meta em comum: fortalecer a raça Nelore, presente em 80% do rebanho de corte nacional. Atualmente – tomando por base os dados mais recentes do Instituto do Brasileiro de Geografia e Estatística (Ibge) – estima-se que 187 milhões de bovinos tenham aptidão para o corte (outros 47 milhões possuem aptidão para produção de leite), o que significa que há no país cerca de 150 milhões de animais Nelore ou anelorados.

“A ACNB completa sete décadas de existência com inúmeros serviços prestados ao Nelore e à pecuária brasileira. Essa pujança representativa é reflexo da própria versatilidade, da capacidade de adaptação e do potencial produtivo que o Nelore e seus criadores têm demonstrado desde a segunda metade do século XIX, quando os primeiros exemplares chegaram ao Brasil, ainda no Segundo Reinado, a bordo de um navio inglês que atracou em Salvador (BA). Essa trajetória nos enche de orgulho e é motivo de celebração”, afirma Victor Paulo Silva Miranda, atual presidente da Acnb.

“Em toda essa trajetória, a Acnb empenha-se para cumprir sua missão de promover e divulgar essa raça fantástica. Nosso papel não é apenas evidenciar as características excepcionais do Nelore para o clima tropical, mas também estimular o progresso e o aprimoramento da produção de carne bovina no país”, ressalta o presidente.

ACNB: Uma história com iniciativas relevantes

Entre as várias iniciativas da Acnb, está o Ranking Nacional Nelore. Criado em 1993, tornou-se um instrumento de consulta indispensável ao mercado, já que avalia animais e evidencia o desenvolvimento da raça, reconhecendo-os e premiando os melhores criadores, expositores e animais, em diversas categorias. Ao longo de sua trajetória já foram realizadas mais de 500 mil avaliações nas pistas de julgamentos oficiais em importantes feiras agropecuárias Brasil afora. Anualmente, quase 2 mil animais, de cerca de 100 expositores, participam de mais de 70 exposições realizadas em diversos estados do país. Além do ranking para o Nelore, também há campeonato para Nelore Mocho e – novidade para 2024 – para Nelore Pelagens (popularmente conhecido como Nelore Pintado).

Maior campeonato de avaliação de bovinos do mundo, o Circuito Nelore de Qualidade é outra ação de destaque da entidade. Desde 1999, as avaliações nos abates técnicos contribuem para mapear o desempenho produtivo da raça no país, orientando os criadores participantes em relação aos parâmetros para obter melhor liquidez de mercado e produzir carne de melhor qualidade.

“Em 25 edições do Circuito Nelore de Qualidade, já avaliamos mais de 235 mil animais. No ano passado, batemos recorde com mais de 32 mil carcaças em 31 etapas realizadas em cidades brasileiras, três na Bolívia e uma no Paraguai, com a participação de cerca de 300 pecuaristas”, comenta o gerente executivo da Acnb, André Locateli.

“Entre 2004 e 2013, já havíamos tido uma experiência com etapas no Paraguai. Em 2022, retomamos a realização das avaliações neste país, em parceria com a Associação Nelore do Paraguai, e iniciamos os trabalhos na Bolívia junto com a Associação Boliviana dos Criadores de Zebu. A força do Nelore em toda a América Latina é indiscutível. Por isso, estamos dando destaque cada vez maior para as etapas internacionais, inclusive com a premiação dos pecuaristas vencedores durante a Nelore Fest”, complementa Locateli.

A Nelore Fest, aliás, já é uma comemoração tradicional. Também conhecida como o “Oscar da Pecuária”, trata-se da cerimônia de premiação dos grandes destaques da raça a cada ano, e de homenagens a pessoas com notável contribuição à raça e à pecuária nacional. A Acnb faz ainda a oficialização dos leilões da raça, colaborando para a valorização do negócio dos criadores de Nelore – que também contam com o apoio de 15 associações regionais conveniadas à entidade nacional.

A Exposição Internacional do Nelore (Expoinel), que acontece sempre no segundo semestre, há alguns anos fixada em Uberaba, é outra importante realização da entidade com o apoio da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ). Com sua 52ª edição realizada em 2023, reuniu mais de 600 animais Nelore e Nelore Mocho inscritos, número que deve ser superado em 2024 com a adesão de mais criadores e com a realização, pela primeira vez, dos julgamentos do Nelore Pelagens. A Expoinel é a exposição que finaliza o ano calendário dos Rankings Nacionais e regionais da raça. Em paralelo, ocorre o Simpósio Nelore, que inclui um concurso de trabalhos científicos e a oferta de estágio a estudantes de ciências agrárias.

Fomento à raça e à carne Nelore

O trabalho representativo da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil também se estende a fóruns de discussões que resultam em projetos e ações, como a Câmara Setorial da Carne Bovina do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), a Comissão de Bovinocultura de Corte da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a Câmara Setorial da Pecuária do Estado de São Paulo, a Comissão de Bovinocultura de Corte da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Farmg) e o Conselho Deliberativo Técnico da ABCZ.

Como forma de valorizar a carne produzida por animais da raça no país, a entidade ainda criou o Programa de Qualidade Nelore Natural (Pqnn) – conjunto de normas e procedimentos para garantir o padrão de carcaças bovinas, sistemas de cria, sistemas de engorda e reprodutores –, que veio a se tornar as bases do Circuito Nelore de Qualidade, e outros dois selos relevantes: o “Garantia de Origem”, que chancela cortes de carne bovina de origem comprovada e de qualidade controlada, e o “Selo de Certificação Nelore Brasil – A Etiqueta Verde do Agro”, que certifica a carne produzida respeitando a legislação ambiental e trabalhista – predominante no país – com origem conhecida e qualidade controlada.

“O Nelore é a raça bovina mais importante do Brasil. Ela é, na prática, a base da pecuária nacional. A Associação dos Criadores de Nelore do Brasil trabalha há 70 anos para oferecer o suporte necessário para a multiplicação da genética de qualidade superior no país, como se pode comprovar por nossas ações efetivas junto aos órgãos públicos, aos criadores e à sociedade. Ainda temos muito trabalho pela frente, mas temos a certeza de que o futuro ainda nos reserva bastante sucesso”, resume o presidente Victor Miranda.

Por DM Sudoeste

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

O aumento do uso de coprodutos representa uma solução sustentável para a destinação de resíduos
São Paulo enfrenta desafios ainda maiores devido aos altos custos para o setor produtivo do leite e por ser o maior mercado consumidor do país.
Volume alcançou em 178,8 mil toneladas até a quarta semana, sendo que no ano anterior foram exportadas 168,4 mil toneladas