Search
Close this search box.

ABPA e Apex-Brasil levam 22 empresas de aves e suínos para feira Anuga na Alemanha

5 de outubro de 2023

Avicultura e suinocultura do Brasil terão um espaço exclusivo no evento
Compartilhe no WhatsApp
ABPA e Apex-Brasil levam 22 empresas de aves e suínos para feira Anuga, na Alemanha
Anuga, uma das principais feiras de alimentos do mundo, acontece entre 7 e 11 de outubro, em Colônia, na Alemanha — Foto: Divulgação/Anuga

Pelo menos 22 empresas brasileiras de aves e suínos vão expor seus produtos e serviços na Anuga, uma das principais feiras de alimentos do mundo, entre 7 e 11 de outubro, em Colônia, na Alemanha. O grupo integra uma ação da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Nota ABPA


Em nota, a ABPA informa que a avicultura e suinocultura do Brasil terão um espaço exclusivo no evento. Serão mais de 400 metros quadrados, onde os visitantes poderão ter reuniões de negócios com representantes das empresas, além de um local de degustação de produtos.

A Associação montou uma programação que inclui ainda ações de promoção de imagem e o lançamento da segunda fase de uma campanha de sustentabilidade do setor. A intenção é promover como diferenciais da produção brasileira a qualidade e o status sanitário.

“Por um lado, promoveremos a qualidade e o sabor dos produtos. Por outro, buscaremos defender os diferenciais de sustentabilidade de nossa cadeia produtiva. Tudo isto, em meio a uma grande ação de prospecção e consolidação de novos negócios para as indústrias do setor”, explica o presidente da ABPA, Ricardo Santin, no comunicado da entidade.

Além do grupo que integra a parceria da ABPA com a Apex-Brasil, outras associadas à entidade participam da Anuga com espaços próprios.

Por Globo Rural

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Uma vacina capaz de ajudar o criador de caprinos e ovinos a controlar a verminose, principal problema sanitário desses rebanhos no Brasil, foi validada pela Embrapa em animais da região Nordeste e apresentou um nível de eficácia entre 80% e 90% nos ovinos, e entre 60% e 70% nos caprinos.
Em 2022, quando a Guerra na Ucrânia começou, houve um salto de 188% nas exportações de fertilizantes de Israel ao Brasil
Para Arnaldo Jardim, tendência é a ampliação das possibilidades do produto
Somado à complexa conjuntura global, o recuo das importações chinesas de leite tem mantido os preços internacionais estáveis, mas abaixo da média histórica.