Search
Close this search box.

ABDI e Ministério da Agricultura lançam edital do Agro 4.0

31 de agosto de 2023

O edital tem três categorias: agricultura, pecuária e agroindústria. Os selecionados irão receber 375 mil reais cada
Compartilhe no WhatsApp
ABDI e Ministério da Agricultura lançam edital do Agro 4.0

A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e o Ministério da Agricultura e Pecuária lançaram o terceiro edital o programa Agro 4.0, que tem como objetivo selecionar projetos-pilotos de adoção de tecnologias no agronegócio. O edital tem três categorias: agricultura, pecuária e agroindústria. Os selecionados irão receber R$ 375 mil cada. As inscrições vão até 18 de setembro.

Segundo a ABDI, para desenvolver os projetos, os participantes deverão formar um grupo de trabalho constituído por, pelo menos, três entidades:

  • Empresa âncora: pessoa jurídica, responsável pela implantação da plataforma de gestão estratégica de dados de produção agropecuária de produtores vinculados, em sua unidade, podendo ser uma Cooperativa/Associação de produtores rurais ou Agroindústria, dependendo da categoria de participação.
  • Produtor rural: pessoa física ou jurídica, vinculada à Empresa âncora, que irá adotar tecnologias 4.0 para coleta de dados de produção agropecuária, em seus estabelecimentos rurais, no âmbito do projeto-piloto.
  • Provedora de solução tecnológica: pessoa jurídica, com o propósito de fornecer, implantar e dar suporte à adoção e a difusão de tecnologias 4.0, no âmbito do projeto-piloto.

Neste ano, o edital tem como tema “Gestão Estratégica de Dados de Produção Agropecuária”. Após o resultado dos selecionados, que deverá ser divulgado em até três meses após o fim da inscrição, os vencedores terão um ano para desenvolver seus projetos. No edital anterior, foram selecionados oito projetos de todo o país.

Segundo a coordenadora do programa, Isabela Gaya, analista de Produtividade e Inovação da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), ainda existem muitos desafios para a adoção de tecnologias no campo, embora haja um avanço significativo nos últimos anos. Por isso, ela sustenta que a implementação de uma plataforma de dados pode ser uma ação estratégica para que a produção no Brasil seja mais eficiente.

“O que a gente quer com esse edital é trabalhar uma plataforma de gestão estratégica, para, a partir desses dados, ela (a cooperativa) possa fazer uma análise e acessar sites, recomendações e inteligência artificial para melhorar a sua integração com a cadeia produtiva, como previsibilidade de logística e de demanda, entre outras questões”, destacou a Isabela Gaya, em entrevista ao jornalista Roberto Fonseca, no Programa CB.Agro, uma parceria do Correio com a TV Brasília, na última sexta-feira (25/8).

Para acessar o edital e/ou realizar a inscrição, basta acessar este link.

Por Correio Braziliense

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil 

Relacionadas

Veja também

Dados mostram que serão produzidos 193,15 mil litros, abaixo do recorde de 580,22 mil litros do período anterior
Criação de canais de atendimento exclusivos e especializados e melhorias na rede elétrica no interior integram série de ações previstas no Cemig Agro.
Safra total de milho foi estimada em 114,14 milhões de toneladas, um acréscimo de 2,5 milhões de toneladas em relação ao previsto no mês passado; área plantada deve crescer 1% e produtividade deve avançar 1,2%
O saldo alcançou US$9,42 bilhões, aumento de 14,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior