Search
Close this search box.

Painéis técnicos na 33ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos

6 de fevereiro de 2023

Debates fazem parte da programação da 33ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz, em Capão do Leão
Compartilhe no WhatsApp
Painéis técnicos tratarão da lavoura do futuro e da intensificação com a pecuária

Intensificação é a palavra-chave que permeia os debates em painéis técnicos programados para a 33ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas. Um deles vai tratar da Intensificação produtiva em terras baixas e o outro será centrado em Estratégias para intensificação da pecuária de ciclo completo em sistemas de ILP. A Estação Terras Baixas da Embrapa Clima Temperado, em Capão do Leão (RS), sediará o evento pelo quinto ano consecutivo, entre os dias 14 e 16 de fevereiro.

Com o tema “A lavoura do amanhã”, como será, o professor da Universidade Federal De Santa Maria (UFSM) Enio Marchesan, fará um painel voltado à importância da rotação de culturas, da intensificação de cultivos em ambientes de terras baixas como evolução dos cultivos isolados de arroz, soja, milho e outras espécies. Ao comentar o que se espera dessa nova lavoura e o que ela pode ser, Marchesan promete tratar da potencialização do uso das áreas para trabalhar em uma agricultura como um sistema de produção.

“Vamos abordar, também, como fazer, os desafios associados a este novo modo de fazer manejo sustentável ou mais sustentável, ou cada vez mais sustentável dessas áreas, tentando olhar o sistema de forma integrada”, afirma. O professor antecipou, ainda, que será apresentada a sugestão de um projeto para a Metade Sul do estado para que os produtores tenham acesso a novas tecnologias para inclusão de rotação de culturas em suas áreas de terras baixas como forma de minimizar riscos e elevar renda.

O painel de Marchesan abre a rodada sobre Intensificação produtiva em terras baixas, que contará com a palavra de Paulo Régis Ferreira da Silva, consultor técnico do Instituto Rio-grandense do Arroz (Irga) e que falará sobre milho em terras baixas. O painel, que inicia às 15h40min no dia 15 de fevereiro, será mediado pelo diretor da Federarroz André Matos.

Já na quinta-feira, dia 16 de fevereiro, o painel Estratégias para intensificação da pecuária de ciclo completo em sistemas de ILP, será moderado pelo pesquisador da Embrapa Clima Temperado, Jorge Schafhauser Jr. O debate que inicia às 9h30min, trará o médico veterinário especialista em nutrição e alimentação animal, Paulo Fernando Ferreira e o pesquisador do Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária da Argentina (Inta), Juan Sebastian Vittone.

Conforme Ferreira, a importância da integração lavoura-pecuária na produção de uma carne de qualidade em modelos pastoris, com maior sustentabilidade, através da utilização de pastoreios, forragens conservadas, grãos e cereais de verão e inverno e subprodutos da indústria e alimentos. “De acordo com os requerimentos cada vez maiores, devido ao avanço genético, é muito importante a integração de modelos agrícolas diversificados e a pecuária moderna, possibilitando maiores aproveitamentos e reciclagem de nutrientes e assim termos uma agricultura mais produtiva e uma pecuária cada vez mais racionalmente pastoril”, conclui o painelista.

33ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos

Com o tema central “Arrozeiros como produtores multissafras”, o evento contará com mais de 130 expositores, sendo 34 nas vitrines tecnológicas, além da presença de mais de 30 caravanas de produtores. A programação terá ainda outros painéis que abordarão temas relacionados à mercado, gestão, tecnologias e rotação de culturas, e a realização da reunião da Câmara Setorial do Arroz.

A programação completa assim como as inscrições para o evento, que ocorrerá de forma híbrida (virtual e online), e de forma gratuita, podem ser conferidas no site colheitadoarroz.com.br. A 33º Abertura Oficial da Colheita do Arroz e Grãos em Terras Baixas é uma realização da Federarroz, com a correalização da Embrapa e Senar/RS e patrocínio Premium do Ministério da Agricultura e Pecuária e do Irga.

Por Diário Popular

Leia outras notícias no portal Mundo Agro Brasil

Relacionadas

Veja também

Professor europeu visitou Unidade da Epamig em Viçosa para conhecer o trabalho de perto e disse que gostaria de levar nossa tecnologia para seu país
Estado de São Paulo produziu 192 mil toneladas de abacate no ano passado
Atração da feira, o Programa de Compradores Internacionais deve promover mais de mil encontros entre produtores nacionais e investidores estrangeiros. Brasil bateu recorde de exportações em 2023
A produtividade das lavouras do grão é estimada em 1.930 quilos por hectare pela Emater-RS/Ascar